GNV passará a ser vendido por quilo em 2020; objetivo é reduzir fraudes nos postos

GNV passará a ser vendido por quilo em 2020; objetivo é reduzir fraudes nos postos

GNV passará a ser vendido por quilo em 2020; objetivo é reduzir fraudes nos postos

Inmetro abre nesta segunda consulta pública para regulamentar mudança. Diferença entre valor pago e abastecido chega a 22%

RIO – A venda de gás natural veicular (GNV) sofrerá mudanças em 2020. O Inmetro abre nesta segunda-feira consulta pública para que o combustível passe a ser vendido por quilogramas, e não mais por metro cúbico (m³), como ocorre hoje. A mudança visa a reduzir a possibilidade de erro e fraude nos postos. O preço final para encher o “tanque”, diz órgão, não vai mudar.

A ideia é que a nova medida de comercialização passe a ser usada nos postos ainda no primeiro semestre de 2020.

Petrobras:Empresa estuda construir termelétrica e fábrica de lubrificantes no Comperj

O Inmetro explica que, para vender o GNV por metro cúbico, é preciso que, a cada carga recebida, o posto ajuste a densidade para garantir a medição correta na bomba.

Mas essa informação pode demorar até 30 dias para chegar ao posto e ainda é passível de erro. Na prática, isso pode significar o pagamento pelo consumidor de metros cúbicos de gás que não chegaram ao cilindro do veículo.

Levantamento feito pelo Inmetro na Região Metropolitana do Rio, em julho, apurou diferenças de até 22% entre o que foi efetivamente pago e o volume de gás abastecido.

Adicionar comentário

Seu e-mail está seguro com a gente.

Sign In Cooper GNV – Tudo sobre GNV

Para um login ou registro mais rápido, use sua conta social.

or

Account details will be confirmed via email.

Reset Your Password